Páginas

segunda-feira, 31 de março de 2014

Ginásio by morning #32


Mais uma segunda-feira, mais uma semana de trabalho a começar com uma ida ao ginásio.

Senti a mudança na claridade do dia. Na semana passada quando saía estava dia, hoje estava aquele meio-termo e quando me levantei estava escuro como breu (até pensei que me tinha enganado na hora!).

O pequeno-almoço foi simultaneamente um consolo, uma experiência e uma fonte de energia que precisava. Pão de cereais com compota de tomate (sem adição de açúcar) e leite magro com café. Soube-me bem, mas tão bem que quase parecia pecado (mas a cumprir o que a nutricionista estabeleceu).

Com o estômago reconfortado veio a vontade de exercício físico. Estava com receio de me sentir mal por causa do leite, mas foi pacífico.

Não sei se é por andar a dormir pouco, mas a verdade é que me sinto cansada. Creio que a conjugação do sono com a dieta esteja na origem na forma como me sinto.

Mas a necessidade e a vontade de cumprir objetivos coadunam-se e canalizam a força de que preciso para prosseguir com o plano.

Fora a altura em que quase saltava involuntariamente da passadeira (fechei os olhos para limpar o suor que me escorria e quando abri estava quase a aterrar) foi um treino calmo (dentro do que uma t-shirt encharcada pode ser) com boa disposição para a semana que se adivinha MUITO longa.

E já disse que o café com leite e o pão com compota me soube muito bem?

 


 

Hambúrgueres de salmão e grão de bico

Com estas minhas experiências de alimentação saudável quem mais sofre é o homem lá de casa. Tem de comer o que lhe ponho no prato, mas têm sido mais as vezes em que torce o nariz do que aquelas em que fica satisfeito.

Apesar do cheiro que se fartou de gabar quando foi para comer não ficou convencido:

Hambúrgueres de salmão e grão de bico

Ingredientes:

- 2 medalhões / lombos de salmão (usei uma embalagem Auchan)


- 1 frasco de grão de bico cozido

- 1 cebola

- 1 cenoura grande

- Sumo de um grande limão

- 1 ramo de salsa

- 3 colheres de sopa de farinha

- 1 colher de chá de cominhos

- sal e pimenta q.b.

 
Cozer o salmão em água com sal q.b..

Juntar na picadora o grão de bico, a cebola (cortada aos pedaços), a cenoura (cortada ao pedaços), o sumo de limão e o ramo de salsa (só as folhas). Picar tudo até ficar uma mistura homogénea.



















Entretanto o salmão está cozido, retirar e esmagar os lombos. Adicionar os cominhos e misturar bem (acho que ficava melhor sem os cominhos… talvez adicionar antes alho em pó).

Juntar o primeiro preparado ao salmão e misturar bem até ficar tudo homogéneo. Aos poucos juntar a farinha e ir envolvendo, até ser possível formar bolas sem que estas se desfaçam.

Fazer as bolas e espalma-las para ficar com formato de hambúrguer.

Levar ao grelhador até ficarem cozinhados e servir.

Eu utilizei a frigideira de fazer crepes para evitar que colassem ao fundo. Também podem ir ao forno até ficarem dourados.

Rendeu-me 6 big hambúrgueres que servi em pão alentejano. Gostei muito do sabor mas o marido não ficou fã! Se preferia hambúrgueres de carne, cheios de molhos com batata frita a acompanhar? Sim, mas não pode ser…

Corrida do Mar

Domingo de manhã, um frio e uma chuva que faziam temer o pior, mas não dava para baixar os braços.
Comecei o dia a preparar umas panquecas dietéticas (que entretanto mostrarei) e que não foram a melhor opção.
Preparamo-nos e fomos enfrentar a tempestade. Quando chegamos a Matosinhos estava o pessoal todo a aquecer e a bater o dente. Um frio que nem vos digo.
Chegou a hora de irmos para a partida e mal lá chegamos começa a chover. Mas já disse como é libertador correr com chuva? É! MUITO! Os primeiros Km foram feitos com um sorriso tonto.
Aurora Cunha no meu melhor a puxar pela malta! “Isto é uma caminhada, não um passeio!”
Muito bem. Por volta dos 2,5km comecei a sentir uma tremenda falta de energia. Estava com a dor de burro, sentia cãibras e sentia falta de açúcar. Foi por isto que o pequeno-almoço não foi a melhor opção.
Se levei um pacote de açúcar? Uma barrita energética? Uma bebida energética? Acham mesmo??? Nunca me tinha sentido assim e nem me passou pela cabeça que iria sentir esta necessidade.
Lá comecei a alternar entre corrida e caminhada, mas sempre com a sensação de um esforço tremendo.
O tempo não foi nada de especial (apesar de ao início também não ter podido fazer melhor devido à concentração de pessoas), mas a satisfação de cruzar a meta não podia ser melhor. Restou-me agradecer ao marido por sair da cama para me acompanhar nesta aventura.
 
 

A verdade é que foi um bom fim-de-semana


 
Mesmo apesar da nostalgia que deu origem ao último post.

O mais difícil foi mesmo controlar a restrição alimentar. Houve ali dois ou três momentos em que quase vacilei, em que a tentação foi muito grande, mas o saldo positivo.

Para sempre meu

As olheiras são da fase mais cansativa.
As rugas tímidas que começam a surgir são resultado do avançar da idade.
Os cabelos brancos até consigo disfarçar com tinta, mas não há tinta que disfarce as marcas interiores da vida. Vida que caraterizo como maravilhosamente difícil.
Uma das maiores maravilhas é ter-te como parte dela e uma das maiores dificuldades foi criada por ti. Uma tristeza que carrego há demasiados anos. Uma lembrança que surge com demasiada frequência.
Será que te devia deixar ir? Encarar a minha vida sem ti? Aceitar que foste mas já não és? Por opção tua, que fique bem claro.
Fico aqui à espera da oportunidade de te abrir os braços e simultaneamente a recordar o momento em que me disseste que não era tua. Já não sou tua? Como é possível? Não sou um objeto a descartar e não consigo aceitar que o tenhas dito.
Para mim serás sempre meu apesar de agora desconhecido.
Trouxeste-me demasiadas lágrimas, carregaste em mim demasiado peso, mas existem laços que são inquebráveis. Existe e existirá sempre um espaço no meu coração preenchido por ti.
Precisava tanto de falar contigo, desabafar e ouvir os teus conselhos... mas já te negaste e eu fiquei com medo. E por isso apenas me resta ficar à espera que um dia queiras que volte a fazer parte da tua vida.

Para mim nunca deixaste de fazer parte da minha e serás para sempre meu!

sábado, 29 de março de 2014

Não se esqueçam: Mudança de hora



Esta noite temos menos uma hora no piano... esta é a má notícia!
A boa é que a partir de amanhã vai anoitecer mais tarde, o que significa que ao final do dia poderemos fazer coisas que evitamos por já estar escuro. 
Espero que a mudança de hora também traga umas temperaturas mais elevadas porque está a ser uma Primavera muito desconsolada.

Ginásio by morning #31

Depois da preguiça de quinta-feira, ontem hoje foi dia de voltar ao ginásio. E correu tão MAL bem!

 
Costumo levantar-me às 6:20… O meu marido achou por bem desligar o telemóvel que iria despertar a essa hora. “São 7 – 10!” disse-me ele! “O quê??? Estás despedido!” disse-lhe eu.


Considerei a hipótese de não ir, mas no dia anterior tinha estado até às 23horas como uma barata tonta para preparar jantar saudável, almoço do dia seguinte saudável, batido saudável, saco do ginásio… pensei que o treino completo era para esquecer, mas fazia o que pudesse. E assim foi.


O batido desta fatídica manhã (que agora só pode ter na sua composição uma peça de fruta – imposição médica!) levou:

- agrião como se não houvesse amanhã

-  ½ pepino

- 1 maça

- 1 colher de sobremesa de sementes de linhaça (quantidade máxima permitida)

- 1 colher de sopa de raspas de coco

- sumo de 1 limão

- água


Não ficou bom! Foi uma experiência desagradável e a não repetir. Isto de o batido só poder levar legumes e 1 peça de fruta não vai ser tarefa fácil.

 
Neste só se aproveita a cor... bonitinho, não ficou?


Liguei o turbo e lá fui para o ginásio. Chegada à sala de manutenção… apetece-me mesmo fazer xixi! Volto ao balneário. 2 minutos depois… sala de manutenção… oh pá! Esqueci-me da toalha! Volto ao balneário… e ainda tive mais uns quantos percalços neste percurso, mas sobrevivi!

 
Sim, pensei algumas vezes “porque é que não me deixei ficar na cama?”, mas vim embora com sensação de objetivo cumprido. A compensação interior que sinto no final de cada treino vale sempre todas as vergonhas que passo, acréscimo de trabalho que tenho, menor tempo para descansar, percalços como os deste treino,…

 A preparação física não está das melhores, nem pouco ou mais ou menos, mas amanhã temos Corrida do Mar (ou melhor, mini caminhada que será realizada a ritmo de corrida)! E com o tempo que se espera vai ser bom demais…

sexta-feira, 28 de março de 2014

Recebi na newsletter do Expresso Emprego


Informo a quem possa interessar!

Percebo que estou a precisar de férias

Quando no mesmo dia:

- Me esqueço do casaco mais que uma vez;

- Chamo o elevador enquanto verifico a correspondência e quando entro no dito, levanto a cabeça e assusto-me;

- Entretanto esqueço-me do carro aberto;

- Sinto-me capaz de dormir em pé;

- Rogo uma praga a cada pedido que recebo por mail;

- Troco T por 7 e 6 por 9 e…

- Penso 125846811654 vezes que estou a precisar de uns dias de férias.

Papas de aveia com maça

Há já algum tempo que ouvia falar das papas de aveia. Com vontade de experimentar mas simultaneamente com receio de um tiro no pé fui adiando até ao fim-de-semana passado, altura em que decidi experimentar.

As papas de aveia para além de serem saudáveis têm um custo muito acessível (comprei avulso com um preço por Kg de 1,90€, mas já vi que há alternativas mais baratas).
Sabia que não ia ser um pequeno-almoço propriamente doce e por isso decidi fazer com maça mas não custar demasiado.

Papas de aveia com maça

Ingredientes:
- 1 maça

- água q.b.
- 3 colheres de sopa de aveia

- 150ml leite magro
- 1 casca de limão

- canela em pó

Cortar a maça em pedaços pequeninos e juntar um pouco de água. Levar ao micro-ondas na potência máxima durante cerca de 4,5 minutos. (Ao fim de cada minutos retirava para mexer uma pouco e verificar a cozedura)
 

 
 
 
 
 
 
 
Numa taça colocar a aveia, o leite, a casca de limão e um pouco de canela. Mexer e levar ao micro-ondas na potência máxima durante 2,5 minutos (tal como com a maça parava ao fim de cada minuto para dar uma mexer).

 

Retirar a casca de limão e juntar a maça (caso estejam muito grossas juntar um pouco mais de leite). Decorar com canela e está pronto.

 

Foi um pequeno-almoço que me agradou bastante. Satisfaz sem ser pesado e com a maça não fica intragável. Uma aposta ganha.

Pensamentos profundos #1

Basicamente são pensamentos sem qualquer motivo, que simplesmente surgem e muitas vezes vão como vêm! Aviso que pode sair muita estupidez!

Vou participar num Meia Maratona em Maio!


5 minutos depois…


É melhor não!

 

Percebem agora a profundidade destes pensamentos? São mesmo profundos, nem ao menino Jesus lembra!
 
(Também se podia chamar pensamentos estúpidos, mas não vá às vezes sair uma coisa séria... nunca se sabe!)
 
 

quinta-feira, 27 de março de 2014

Quando os outros não querem que mudemos

independentemente de ser melhor para nós.

Tenho um novo companheiro de viagem – Diário alimentar

Conforme já havia referido hoje é o dia em que começo a escrever tudo o que como.

Hoje de manhã pesei-me e esta semana emagreci 0,5Kg. Voltei ao peso que tinha há duas semanas atrás.

E agora começa uma nova etapa!

Acho que o facto de apontar tudo o que como vai ter sobretudo um efeito psicológico… assumir todos os erros e ter noção exata de quando os cometo vai ser esmagador (estalada em cima de estalada). Não vou querer fazer asneiras só para não as admitir e parece-me ser esse o objetivo.
Poderia usar desde uma folha de papel até uma aplicação no telemóvel/tablet, mas fico pelo meio-termo: uma folha de excel:

Quem se quiser juntar ao clube, está à vontade!

Fiz esta folha com base na sugestão da Dra. Mariana Abecasis no seu livro que já consta da minha biblioteca (A Dieta Perfeita), mas poderá ser melhorada com o tempo. Vamos ver como corre daqui para a frente, mas os prognósticos são positivos!
 

Que tipo de alimentação ando a fazer? - teste

Não resisti! Vi a possibilidade de fazer este teste no site da revista Prevenir (Sapo Mulher) e aqui vai disto. O resultado?
 

“Pontuação: 7 Pontos
Parece compreender as regras básicas que alicerçam uma alimentação saudável. Sabe que alimentos como a fruta e os legumes são essenciais a uma alimentação correta. Não se esqueça de evitar prato com excesso de sal e prefira a utilização de azeite em vez de margarina, óleo ou manteiga. Tendo em conta que já demonstra algumas preocupações com o que ingere, não lhe será difícil adoptar estes hábitos. Pense nisso!”
Parece que não está mau, mas podia ser melhor! Esta melhoria tem de se verificar daqui para a frente...
Quem não resistir (como eu!), faça o favor!


Noodles com salteado de legumes


Lembram-se do salteado de legumes que partilhei neste post?
Pois bem, como pessoa que não está habituada a cozinhar legumes per si, passei-me com a quantidade de legumes que ficou no wok findas as trouxas.
Como se não bastasse, a massa filo não rendeu da forma que estava à espera, de forma que me vi a mãos com uma quantidade astronómica de legumes, suficiente pelo menos para mais uma refeição para duas pessoas. Depois de algumas voltas à cabeça lá decidi:
Noodles com salteado de legumes
- Salteado de legumes (aqui)

- Uma embalagem de 100g de noodles

- Molho de soja

Preparar a embalagem de noodles de acordo com as instruções da embalagem.

Juntar os noodles ao salteado de legumes. Temperar com um pouco de molho de soja, deixar apurar sabor durante 5 minutos e está pronto para morfar.
 

E aqui a porca torceu o rabo. Sr. Meu marido pouco habituado a alimentação saudável começou logo a fazer cara feia. Disse-lhe que já sabia que não ia gostar mas para fazer um esforço para não ser muito crítico.

A massa era à base de amido de soja e milho… e como se pode ver nas fotos ficou com uma cor transparente. Fez-lhe muita confusão…

Em termos de sabor acho que resultou bastante bem. Ok, é massa com legumes e um chisquinho de carne nem se vê, mas o que interessa é o que se sente na boca, não o que o cérebro (ou estômago) acha que devemos comer. Eu gostei e aconselho. O meu marido basicamente quer é bifes com batatas fritas e arroz de feijão com pataniscas de bacalhau.

 

Ditado popular: água mole em pedra dura, tanto bate até que fura!

Acrescento eu: é preciso é ter paciência para isso!

O que é que os contabilistas fazem #5

Março é um daqueles meses adorados por quem trabalha nesta área, assim como os próximos. Até Julho é um sai da frente que nunca mais acaba! Depois até 15 de Agosto outra fase crítica e depois acalma um pouco para nos permitir fazer as coisas que não temos tempo para fazer nos meses antecedentes.

Para este mês temos então:
Até ao dia 10:
IVA – Data limite de entrega da declaração periódica de IVA referente ao mês de Janeiro e respetivos anexos. É também a data limite de pagamento deste imposto.
DMR – Data limite de entrega da Declaração Mensal de Remunerações referente ao mês de Fevereiro de 2014. Declaração dos rendimentos da categoria A (trabalho dependente)
Segurança Social – Entrega das Declarações de Remunerações referentes ao mês de Fevereiro de 2014.

 
Até ao dia 15:
Instrastat – Data limite de comunicação de todas as aquisições e transmissões intracomunitárias efetuadas durante o mês de Janeiro. (Aqui existem limites mínimos para esta obrigação a serem verificados no sítio do INE)

 
A partir de dia 17 de Março e até 15 de Abril:
Relatório único – Decorre o prazo de entrega deste relatório, composto por um conjunto de anexos, onde é remetida a informação do pessoal, admissões e demissões, formação, greves, serviços de higiene e segurança no trabalho, entre outros. Obrigação prevista na Portaria n.º 55/2010.

 
Até ao dia 20:
Data limite de entrega da Declaração Recapitulativa referente a Fevereiro por sujeitos passivos enquadrados no regime mensal de IVA.

Data limite para efetuar o pagamento das retenções de Fevereiro de IRS/IRC/IS.

Data limite para pagamento da Taxa Social Única de Fevereiro.
A partir do dia 10 e até ao dia 20 decorre o prazo de emissão das guias de pagamento aos Fundos de Compensação (FGCT e FCT) de Fevereiro. Esta é também a data limite de pagamento destas contribuições.

 
Até ao dia 21:
Banco de Portugal – Data limite de reporte COPE do mês de Fevereiro.

 
Até ao dia 25:
Comunicação à Autoridade Tributária dos elementos das faturas emitidas em Fevereiro de 2014.

 
Até ao dia 31:
IUC – Pagamento do imposto para veículos cujo aniversário da matrícula ocorra durante este mês.
Modelo 30 – Comunicação dos rendimentos pagos a não residentes durante o mês de Janeiro.

 

Obrigação da comunicação de admissões à Segurança Social (nas 24 horas anteriores) e aos Fundos de Compensação do Trabalhador.

Hoje é o primeiro dia do resto da minha vida

Novo plano alimentar – check
Stock de alimentação até ao próximo dia de compras – check
Vontade de cumprir o plano e atingir objetivos – check
Prefiro não pensar nisto como uma dieta, mas sim como uma reeducação alimentar. Ao longo da semana muito do que foi definido já é cumprido por mim, exceto nos dias em que como o que não devo e faço asneiras ao jantar. Os fins-de-semana geralmente são para esquecer.
Mas isso vai ter de mudar. Há hábitos que tenho de ganhar, opções que tenho de aprender a fazer.
5.ª feira já é o dia em que me costumo pesar e por isso defini-o como a data de início.
A partir de hoje vou escrever o que como (criar o meu diário alimentar) e na próxima 5.ª tenho de o mostrar à médica assim como informar o meu peso. Será que é desta que atinjo a meta que tanto teima em me fugir?
Pensamento positivo! Nada de negativismo, porque a lutar é que se alcançam objetivos.

quarta-feira, 26 de março de 2014

Ginásio by morning #30


Ando na fase de invenção de pequenos-almoços. Hoje deu-me para:

Quinoa com banana e cacau

Tinha quinoa cozida e por isso foi rápido. Se ainda tivesse que a cozer estava fora de questão.

Ingredientes:

- 1 chávena de chá de quinoa cozida (ver receita aqui)

- 1 banana

- 1,5 colheres de chá de cacau em pó

Num prato esmagar meia banana com um garfo. Aquecer a quinoa no micro-ondas (1 minuto na potência máxima) e adicionar à banana. Depois adicionar o cacau e misturar. Decorar com a outra meia banana e está pronto.
Peço desculpa pela apresentação, mas pequeno-almoço feito às 6:30 da manhã dá nisto! (Grata pela compreensão!)
 
Quinoa não é definitivamente o meu ingrediente preferido do mundo (será que se a substituísse por camarão me saberia melhor???), mas com o cacau come-se bem. Para o meu gosto é uma boa possibilidade.

Barriga mais ou menos cheia e estava pronta para puxar pelo físico. O plano hoje era igual ao de 2.ª feira e diferente do de ontem. Oh minha nossa senhora, isto anda tudo tolo!? Tinha por isso as páginas amarelas do exercício físico.

Comecei pela passadeira (hoje cheguei a correr a 9,2Km/h!!!) e entretanto o professor chegou (outro que não o que me fez o plano). Disse-lhe que precisava que me explicasse alguns exercícios do plano que não percebia. Explicou-me que tenho dois treinos: vou alternando entre um e outro. Depois ao vermos os exercício um a um:

Ele: Aqui é a bola, para fazer agachamentos.

Eu: Bola não faço!

Ele: Porque não!?

Eu: Faço em casa!

Ele: Mas dói-lhe alguma coisa?

Eu: (olhos no chão, muito envergonhada) Não, mas prefiro fazer em casa!

Percebi que não gostou muito que dissesse isto, mas acho que percebeu porquê. Mostrou-me ou outros exercícios (que nem vale a pena mencionar porque é de loucos!) e depois uns com alteres em que basicamente tinha de ir lá para o meio do povo com alteres, fazer agachamento e depois esticar os braços (WHATTTTTTTTTTT????????????????). Ok, nem pensar que ia fazer aquelas figuras, só se fosse com um manto de transparência, mas acenei afirmativamente com a cabeça (sim, sim!).

Continuei o treino e entretanto dirigi-me para o remo (220mt em 1minuto, uuuuuhhhh!!!). Vem o professor ter comigo:

Ele: Também não vai fazer o exercício com alteres pois não?

Eu: Não, é melhor não!

Ele: Se for na prensa com alteres faz?

Eu: Sim isso sim!

(Se é para ficar escondida num canto metida numa máquina a fazer exercícios que nem lembra ao diabo tudo bem!)

Ele: Vou alterar os treinos, substituir os que não faz por esses ok!?

Eu: (Grande sorriso) Ok, muito obrigada!

A minha vontade era quase dar-lhe um abraço de gratidão!

É complicado ver no plano coisas que não me sinto à vontade para fazer. Penso que é ideal eu me sentir confortável com os exercícios que faço e com a exposição que acho que tenho. Para já é uma grande vitória ir para o ginásio com frequência que vou, com um plano que me motiva. Acredito que aqueles exercícios até me façam falta, mas para mim é mais importante estar a fazer algo com que me sinto bem. Para alguns pode parecer ridículo, mas eu é que sei aquilo que sinto.

Porque é que sou assim? #3


Quando me dedico a uma coisa é até à exaustão… e neste momento estou dedicada à cozinha saudável!

Procuro, investigo, planeio, invento receitas que se traduzam numa alimentação mais equilibrada. Consegue ser agradável (a maior parte das vezes), mas o sabor não se compara às refeições de outros tempos.

Quem mais sofre com isto? O marido… anda a penar e desconsolado por tudo o que faz mal!

Deve estar mortinho que esta dedicação toda passe!

Azar ou insatisfação


Apercebo-me, sobretudo pela escrita dos posts no blogue que são muitos os dias em que sinto insatisfeita, revoltada, desanimada. Um dia por causa do trabalho, outro dia por problemas pessoais, o que é facto é que são bastante frequentes.

Hoje dei por mim a pensar que são demasiados.

Leio e ouço mensagens que me indicam que devo lutar pelo que quero, devo deixar de sentir este medo e de pensar nos porquês, sempre na tentativa de arranjar uma justificação para adiar uma decisão difícil, em lugar de a tomar.

Tudo o que não seja conhecido transmite-me sempre uma sensação de contraproducência. Caraterizar-me-ia como alguém que pensa sempre em todas as possibilidades antes de decidir. Tento garantir que as decisões que tomo não prejudicam ninguém ou são impensadas.

Por outro lado parece-me uma utopia a possibilidade de existirem muitos dias em que me sinto satisfeita, concretizada, sem qualquer mácula. Sim, sei que a vida não é perfeita, mas mesmo assim consigo pontualmente ter um dia em que penso “foi um bom dia!” (e na maior parte das vezes são coisas muito simples que originam estes pensamentos).

Quando as dúvidas se abatem sobre mim tento ver as coisas pelo lado positivo. Sei a sorte que tenho por ter um trabalho seguro, uma casa onde dormir, comida na mesa, uma família e amigos que adoro e saber a reciprocidade destes sentimentos. Até o facto de não viver num país em guerra, em que apesar de todas as dificuldades é considerado um paraíso quando comparado com outras realidades me chama a atenção para o facto de estar a ser mal-agradecida. Mas chega? Trata-se de uma insatisfação sem nexo?

Cada vez mais acho que não. Aquilo que tem sido até hoje não é que quero no futuro. Existem indubitavelmente pessoas, coisas, situações que irão ficar comigo para sempre, que me recuso a deixar passar, mas outras tantas que têm de mudar ou deixar de existir. O mais difícil no meio desta história toda é o caminho para encontrar o fim que desejo.

terça-feira, 25 de março de 2014

Ginásio by morning #29


Hoje de manhã antes do ginásio ainda não tinha o meu novo plano alimentar e por isso decidi experimentar algo novo antes de saber como vai ser daqui para a frente. O meu pequeno-almoço foi composto por:

- 1 iogurte grego natural (sem adição de açúcar)

- 2 colheres de sopa de granola

- 4 morangos cortados em pedaços

- 1 colher de sobremesa de semente de chia
 

Soube-me que nem canja, uma delícia. Tive receio que fosse indigesto, mas nada disso! Senti-me super bem, nada de má disposição, porreirinha. Pareceu-me uma ótima possibilidade (a repetir algumas vezes).

Quando cheguei ao ginásio o meu plano de treino já não era o testamento de ontem. Nem tinha grandes alterações. Acho que se passa alguma coisa de errado e vou ter esclarecer com um professor. Treino normal exceto um exercício qualquer com alteres que ainda não percebi o que é e mais uma t-shirt encharcada! J

Entretanto já tive acesso ao meu novo plano alimentar. Tal como já suspeitava, o batido com aquela fruta toda era demasiada caloria. Posso beber batido mas com apenas 1 peça de fruta. Para além disso tenho ainda algumas alternativas alimentares. Ao longo do tempo irei mostra-las.

Como já tenho o hábito de me pesar à 5.ª feira será este o dia de envio do peso e diário alimentar para a médica (sim, vou ter de lhe dizer tudo o que como… agora é que vai ser!).

É desta que me habituo a um estilo de vida mais saudável? Vai ter de ser!
Vai haver muito disto:
 

Quinoa com peixe e legumes


Lembram-se da receita de quinoa? Aqui.

No dia em que a fiz precisei de uma alternativa rápida para o jantar. Tinha deixado duas marmotas a descongelar e comecei a dar voltas à cabeça.

Quinoa com peixe e legumes

- Quinoa de acordo com a receita já mostrada

- 1 cebola picada

- 2 dentes de alho picados

- um fio de azeite

- 2 marmotas

- meia couve coração pequena

- 1 curgete pequena

- piri-piri

- polpa de tomate

- sal q.b.

Preparar um refogado (como se fosse para farinha de pau) com a cebola, o alho e o azeite. Quando começar a ferver adicionar as marmotas e água. Temperar com sal e deixar cozinhar as marmotas.

Quando estiverem devidamente cozinhadas, retirar para um prato, tirar as peles e as espinhas e partir em pedaços.

Entretanto no tacho onde está o refogado adicionar a couve e a curgete devidamente cortada. Adicionar um pouco de piri-piri (no meu caso foi mais para disfarçar o sabor dos legumes, porque não aprecio) e polpa de tomate (para não ficar tão pálido). Mexer bem, tapar e deixar cozinhar uns 10-15 minutos.

Servir a quinoa com os legumes e o peixe por cima.
 

Seria mentirosa se dissesse que é uma delícia de lamber a beiça e chorar por mais. Posso dizer que resulta e se come bem e sobretudo é saudável.

O RP anda cheia de medo da minha próxima invenção!