Páginas

terça-feira, 31 de maio de 2011

Migas à alentejana

Nunca fui ao Alentejo (será que é este ano que isso vai mudar?), mas isso não significa que não aprecie a sua gastronomia!

Como não vou à origem (experimentar estas iguarias) tenho de experimentar as receitas lá em casa, para melhor conhecer e provar outros sabores!

Eu não fiquei especialmente fã desta receita, mas ficou saborosa e o marido apreciou!

Ingredientes:
- 1 costelinha partida
- 2 dentes de alho
- sal q.b.
- 2 colheres de sopa de massa de pimentão
- 300g de pão saloio
- água e azeite q.b.

Num almofariz pisar os dentes de alho com o sal e barrar a carne. Depois barrar a carne com a massa de pimentão e deixar a temperar (eu deixei de um dia para o outro).





Num wook cobrir o fundo com azeite e pôr a carne a fritar lentamente. Quando começar a secar para não queimar borrifar com água e deixar cozinhar até fritar bem.

Quando estiver a carne frita, retirar e coar a gordura.


Entretanto cortar o pão em migas pequenas e depois de escorrer a gordura pôr o pão no wook, regar com água a ferver e amassar bem com a colher de pau.

Depois de bem amassado acrescentar a gordura que foi coada (a gosto, não é necessário acrescentar a gordura toda) e ir virando até ficar dourado a gosto.

Servir as migas com a carne frita.

The Pirates of the Caribbean: On Stranger Tides

No Sábado, depois de uma grande dieta de cinema, decidimos ir ver o Pirata das Caraíbas 4.

O famoso Jack Sparrow protagonizado por Johnny Depp vai desta vez ao encontro da Fonte da Juventude... e enfrentará o Barba Negra (Ian McShane).
A menina presente neste enredo é a Penélope Cruz!

Mais um momento de diversão, boas gargalhadas, mas acabou por ser mais do mesmo... um ponto fraco para a apresentação em 3D... houve momentos em que achei que se calhar via a imagem mais nítida sem os óculos do que com eles!

Como nos esquecemos dos óculos em casa, mais uns para juntar ao conjunto que já tínhamos!

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Feira do Livro - Porto

Ontem começou e ontem lá estivemos... Feira do Livro do Porto!
Para mim é um dos acontecimentos mais esperados. Em Janeiro costumo pesquisar logo a previsão de início da Feira...

À medida que a data se foi aproximando fiz pesquisa dos livros que precisava e também verifiquei os Livros do Dia em cada um dos dias da Feira, para saber em que dias lá devia ir!
Tinha de ir ontem e mais um dia na próxima semana!

Já gastamos dinheiro e agora só é preciso tempo para os ler!
Foi uma óptima oportunidade de ir à baixa do Porto, passear um pouco e espairecer destes dias de trabalho complicados.
A principal desvantagem é que não param de vir pessoas na nossa direcção para pedir... estamos numa banca a ver os livros e está um a murmurar... quando damos por ela é mais um a pedir; estamos na caixa para pagar, até tenho medo de abrir a minha carteira, porque ao lado está um fulano a pedir, pessoas que nos empurram por não lhes darmos aquilo que querem... é mesmo pena!
Penso que em certo ponto até reduz a quantidade de vezes que algumas pessoas lá vão exactamente por associarem a essas situações mais desagradáveis!

Mas o que interessa é que a minha whishlist está praticamente satisfeita... tinha de guardar um ou outro para a próxima visita...

Algumas das nossas aquisições:
Manual de Prestação de Contas nas Sociedades Comerciais
 Este foi o livro mais sem sal... para ser utilizado no trabalho... custava mais na loja, sempre deu para poupar algum!


Para divertir... vontade minha e do marido

Já li a perspectiva da PJ, parece-me justo agora "ouvir" a outra versão da história!

Uma vontade do marido... ele portou-se bem! :)

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Serão de amigos...





Conforme já tinha referido, num destes sábados fomos almoçar a casa da P. e do H. e fomos presenteados com uma bela Açorda de Camarão.





Tinha pedido a receita para experimentar, mas a P. convidou-nos a experimentar a verdadeira, mas nem por isso deixou de ma dar.

Ingredientes:
- 1 Pão grande (tipo alentejano)
- 1Kg/1,5Kg de camarão
- 1 pacote de creme marisco (Knorr)
- 4 dentes alhos
- Azeite q.b.
- Coentros frescos (ou congelados)
- 3 ovos
- Sal
- Piri-piri

Cortar o topo do pão e retirar todo o miolo e partir aos pedaços.
Num tacho pôr um bom bocado de azeite e o alho cortado às rodelas a alourar.
Juntar água e coentros e deixar apurar um bocadinho.
Desfazer o creme de marisco em água e adicionar ao preparado anterior.
Temperar com sal e piri-piri a gosto.
Juntar o camarão e deixar cozer.
Por fim juntar o miolo do pão, dois ovos e mais alguns coentros e envolver bem.
Entretanto pôr o pão no forno para aquecer e tostar um bocadinho (a gosto).
Finalmente deitar o preparado dentro do pão, juntar o último ovo, envolver e está pronto a comer.

Saboreamos esta iguaria acompanhada de uma bela salada e no final, levou um carimbo de aprovado!
Obrigada!

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Torta de Amora

Num destes fins-de-semana fomos experimentar a Açorda de Camarão da P., receita que estava uma delícia e que vou tentar que seja o próximo post.


Aproveitei a oportunidade para experimentar mais uma receita nova e desta vez foi Tarte de Amora.

Ingredientes:
- 6 ovos
- 200g de açúcar
- ½ pacote de natas
- 200g de farinha
- 1 colher de chá de fermento em pó

Bater os ovos com o açúcar (adoro esta parte em que não é necessário separar as claras das gemas!), até ficar uma gemada clarinha, como a avó costumava fazer (a bater apenas com um garfo!).

Juntar as natas e bater. Adicionar a farinha peneirada com o fermento aos poucos, envolvendo bem. Virar a massa para um tabuleiro previamente untado (Spray Espiga!), forrado e untado novamente.

Vai ao forno pré-aquecido a 190ºC, cerca de 20 minutos.

Depois de cozido retirar e virar sobre uma folha de papel vegetal, que depois vai ajudar a enrolar a torta. Passar levemente um rolo da massa para achatar um bocadinho a massa.

Ingredientes para o recheio e cobertura:
- 150g de preparado chantilly
- canela em pó
- amoras (utilizei 2 embalagens daquelas pequenas à venda nos hipermercados)

Sobre a massa espalhar o chantilly reservando uma parte para depois cobrir e por cima espalhar amoras.

Depois com a ajuda do papel vegetal enrolar a massa, para ficar com aspecto de torta.


Cobrir com chantilly…

Polvilhar com canela…

E decorar com amoras…

Fim-de-semana estranho!

Foi um fim-de-semana com factos muito interessantes... entre um motard que após lhe darmos um jeitinho para passar na auto-estrada nos agradece com o pé e uma vizinha que deixa cair um vaso no nossa varanda e nem vem ver se alguém se magoou... o FCP conseguiu mais um Taça (valha-nos ao menos isso)!

Esperemos que não se tenham lembrado de vandalizar mais um bocadinho as barracas da Feira do Livro. Detesto quando as pessoas se lembram de comportar como perfeitos anormais e destroem a propriedade alheia!

Para além do RP ter achado por bem experimentar o percurso Viana do Castelo - Maia pela Estrada Nacional! Eu disse tudo bem, vamos assim passeamos um bocadinho... nunca mais chegavamos! Os olhos pesados, tudo fechado, tudo escuro, um monte de rotunda, uns quantos enganos, demorámos à vontade 1h45m... desesperante, passeio destes dispenso!
O Sócrates é que podia experimentar... acho que era um abre-olhos!

Independentemente daquilo que acontece acho que o fim-de-semana é sempre muito curto... passa tão depressa... e agora, mais uma semana das grandes pela frente!

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Refeição ultra-rápida

Há dias em que chegamos tão tarde a casa e sem vontade de fazer nada. Nesses dias nada como abrir o frigorífico e ver logo uma coisa super rápida para comer, porque a barriga precisa de alimento…

Aproveitando o que tinha disponível, depois de um cremezinho de legumes, saiu uns Ovos mexidos com Farinheira e Cogumelos.

Ingredientes:

- 1 colher se sopa de vaqueiro
- ½ farinheira
- 1 lata das pequenas de cogumelos laminados
- uns cubinhos de bacon e/ou chouriço
- 2 ovos
- sal e pimenta
- 4 fatias de pão saloio
- manteiga para pincelar

Numa frigideira derreter o vaqueiro e adicionar a ½ farinheira aos bocadinhos, os cubinhos bacon e/ou chouriço e os cogumelos. Tentar desfazer a farinheira e deixar cozinhar um pouco enquanto se mexe periodicamente.


Entretanto bater os ovos depois de temperados com sal e pimenta e adicionar ao preparado anterior, mexendo sempre (ovos mexidos… aaaaaaaaah!). Deixar cozinhar os ovos a gosto e está pronto a servir.


Faz-se umas torradas de pão saloio (comprei já cortadinho às fatias… nada como facilitar o trabalho). Depois de prontas colocar em travasse de servir pincelar com manteiga e espalhar o ovos mexidos por cima.

Muito bom!

quinta-feira, 19 de maio de 2011

A lanterna

Acho que nos acontece a todos...

às vezes estamos com amigos e comentamos um sítio a que fomos e gostamos, uma coisa que fizemos e adoramos e depois acaba sempre com...
"um dia temos de combinar lá ir!"
mas muitas vezes o tempo acaba por passar e sem que nos apercebamos disso, acabamos por não combinar...

Foi o que NÃO aconteceu quando nos falaram do Restaurante A Lanterna, um estabelecimento localizado em Amorim, bem perto da Póvoa de Varzim e com um ambiente bem rústico.

Falamos das costelinhas num fim-de-semana... e na semana seguinte combinaram a ida... assim sim!
Lá fomos comer a tão prometida e falada costelinha, que em nada ficou aquem da expectativa... e vinham bem assadinhas sem ter de pedir e sem ter de mandar para trás para assar melhor!

Quem comeu arroz de feijão disse que também era uma delícia.

O leite creme também era muito bom...

Panache docinho a acompanhar e um atendimento à maneira... para além de uma óptima companhia... que mais se pode pedir!?

Será para voltar... sem dúvida!

A Lanterna

R. Comendador. F. Lima
4495-137 Amorim P.V.
252 691 281

Bolo de requeijão

No dia 7 a P. fez anos e o meu contributo para o banquete por ela preparado, foi um Bolo de Requeijão

Este bolo leva:
- 500g de requeijão
- 1 lata de leite condensado
- 4 ovos
- 100g ameixas secas sem caroço, cortadas aos pedacinhos
- 1 cálice de vinho do Porto
- 200g de bolachas de aveia picadas
- 50g de flocos de aveia
- 80g gramas de vaqueiro líquida

Primeiro ligar o forno a 180ºC.
Pôr a macerar as ameixas no vinho do Porto.

Bater o requeijão até ficar em creme. Juntar o leite condensado e bater muito bem.
Separar as gemas das claras e bater as segundas em castelo. Juntar as gemas ao requeijão e bater novamente.
Envolver as claras em castelo no preparado anterior.
Noutra taça juntar as ameixas e vinho do Porto com as bolachas e os flocos de aveia. Adicionar a vaqueiro líquida e misturar tudo muito bem até ficar maleável.
Numa forma de fundo amovível devidamente untada (spray Espiga em funcionamento) espalhar o preparado das bolachas com ameixas, acamando bem.

Deitar por cima preparado de requeijão e levar ao forno entre 40 e 50 minutos até ficar cozido.

E não é que ganhou mesmo?

Já cá canta mais uma...
Valeu mesmo a pena ver aquela alegria e comemorações...


E ficou mais um dia para história do clube do meu coração!

quarta-feira, 18 de maio de 2011

E que ganhe o melhor...

... e que o melhor seja o FCP!

(imagem retirada da internet)

Crepes mistos no forno

Ingredientes:
- 9 folhas de crepe (comprei no Pingo Doce congeladas)
- 80g de margarina
- cebola picada (comprei no Pingo Doce congelada)
- 80g de farinha
- 500 ml de leite
- 150g de fiambre cortado em pedacinhos
- 150g de queijo cortado em pedacinhos
- Sal, pimenta e noz-moscada q.b.
- 1 pacote de natas
- 1 pacote de bechamel
- queijo mozarella ralado
- bacon ralado (como para pizza)

Num tacho refogar a margarina e a cebola. Juntar a farinha e mexer muito bem.
Juntar o leite lentamente e sempre a mexer.
Quando ferver juntar o fiambre e o queijo e retirar do fogão.
Temperar com o sal, a pimenta e a noz-moscada e mexer bem.
Estender as folhas de crepe e em cada uma dela colocar recheio a gosto (de forma a distribuir equitativamente o recheio pelo número de folhas de crepe.
Enrolar os crepes e colocar num tabuleiro de ir ao forno.
À parte misturar as natas e o molho bechamel e espalhar sobre os crepes. Polvilhar com queijo ralado e bacon ralado.
Vai ao forno até dourar a gosto.

Para acompanhar fiz uma salada de tomate e queijo mozarella
- 1 tomate cortado às rodelas
- 1 queijo mozarella cortado às rodelas
- sal, pimenta, mistura de especiarias para saladas cherry, azeite e vinagre balsâmico.

Num prato espalhar as rodelas de tomate, por cima colocar as rodelas de mozarella e temperar com o sal, pimenta e mistura de especiarias.

Pôr azeite e vinagre a gosto.



Produto final:

em 5 minutos...

que é o tempo que demoro no percurso de casa ao trabalho consegui ouvir duas coisas fantásticas:

1.ª - Hoje é a final da Liga Europa, vamos ouvir o que os algarvios têm a dizer sobre o assunto:
que ganhe o Braga, eu sou benfiquista, logo sou anti-portista, logo quero que o Braga ganhe... (eu só penso, obrigada meu Deus por me teres feito portista!)
Independentemente do resultado de hoje vou ficar satisfeita porque será uma equipa portuguesa a trazer o troféu para território nacional... custa-me ver/ouvir pessoas com uma inteligência de tamanho inferior ao de uma ervilha! E se não for pedir muito, que ganhe o FCP para estes fulanos que me assombraram logo a manhã engolirem essas palavrinhas!

2.ª - Banco de Portugal emite circular, em que estabelece a possibilidade de alteração unilateral do spread dos empréstimos, desde que haja uma razão "atendível".
Mas pode ficar mais ridículo que isto? O caso do crédito habitação é o mais gritante... pessoas negoceiam, que negoceiam spreads aqui e ali, o máximo que podem e agora, fase em que a crise é desculpa para tudo, podem ainda sobrecarregar mais as famílias portuguesas.
Razão atendível é demasiado subjectivo e tudo pode ser atendível dependendo do ponto de vista de cada um.
No meu ponto de vista, se assino um contrato associado ao crédito habitação, esse é bilateral, se houver total cumprimento de ambas as partes do que está previsto no mesmo é completamente absurda a alteração das condições contratuais.

Face a isto só dá para pensar... posso voltar para a caminha e esquecer estes 5 minutos?
Que logo tenhamos um grande espectáculo de futebol para esquecer estas tristezas... tristes!

Havia de nascer um pessegueiro no ** desta gente e dar abóboras daquelas bem grandes!

terça-feira, 17 de maio de 2011

Dominique Strauss-Kahn

Presidente do tão ultimamente falado FMI (Fundo Monetário Internacional)...

Não deixando de lado a possibilidade deste senhor ser uma grande peça, porque motivo terá ocorrido este acontecimento neste momento?

Será ele neste momento companheiro de cadeia do Renato Seabra por motivos justos? Tendo sempre em linha de conta que todas as acusações que lhe são feitas poderão ser verdadeiras, será que...
- a seguir vem um chinês para este lugar de presidência?
- a seguir vem um americano?

Nesta fase em que a Europa está tão fragilizada, em que parecemos um verdadeiro dominó, caindo peça a peça... não terá esta notícia um especial interesse para alguns?

Só o futuro o dirá...

Trouxas de legumes

Apesar do RP torcer sempre o nariz para tentativas de receitas saudáveis, fiz mais uma tentativa também com a expectativa de lhe agradar, mas segundo o próprio:

“Nada que seja saudável é saboroso!”

Aturo muito…

Fiz 4 trouxas que deram para 2 refeições para nós os dois.

Ingredientes:
8 folhas de massa brick
120g de bacon cortado aos cubinhos
150g de courgette cortada aos cubinhos
225g de queijo mozarella cortado aos cubinhos
1 lata de rebentos de soja
Molho de soja q.b. (que no meu caso exagerei um bocadinho)
Umas gotas de molho inglês
Sal, pimenta e azeite q.b.

Numa frigideira levar um pouco de azeite com o bacon a alourar.
Juntar a courgette e os rebentos de soja e deixar cozinhar até secar. Temperar a gosto com sal, pimenta, molho de soja e o molho inglês e misturar bem.
Retirar a frigideira, acrescentar a mozarella e mexer bem.
Estender uma folha de massa brick, pincelar com azeite e estender outra por cima. Repetir até acabarem as folhas.
Colocar uma quota parte do recheio no centro da folha e fechar como uma trouxa, prendendo com fio ou utensílio adequado.
Pôr as trouxas em tabuleiro adequado para ir ao forno.
Vai ao forno pré-aquecido a 150ºC, cerca de 20 minutos, até a massa ficar estaladiça e dourada.

Acompanhar com uma salada a gosto.

Mais uma...

é impressionante a quantidade de piadas que correm sobre o primeiro-ministro...

Mais impressionante ainda é esta personagem andar em campanha pelo país e haver gente a defende-lo, abraça-lo, apoia-lo... ainda continuam a existir pessoas que o defendem acerrimamente e que culpam tudo e todos da nossa actual situação, excepto o governo actual... não entendo!

O que interessa agora é que esta piada me causou uma gargalhada... preocupante, mas gargalhada!

Num congresso internacional de medicina:


O médico alemão diz:
Na Alemanha, fazemos transplantes de dedo. Em 4 semanas o paciente está procurando emprego.

O médico espanhol afirma:
A medicina espanhola é tão avançada que conseguimos fazer um transplante de cérebro. Em 6 semanas o paciente está procurando emprego.

O médico russo diz:
Fazemos um transplante de peito. Em 1 semana o camarada pode procurar emprego.

O médico grego disse:
Temos um trabalho de recuperação de bêbados. Em 15 dias o indivíduo pode procurar emprego.

O médico português diz orgulhoso:
Isso não é nada! Em Portugal, nós arranjamos um homem sem cérebro, sem consciência, sem peito, mentiroso, corrupto, e elegêmo-lo primeiro ministro.

Em 3 anos o país inteiro está quase todo à procura de emprego.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Croissants

Um dia na hora de almoço deixei os ingredientes na cuba da MFP no programa Massa e depois quando cheguei, no final do dia, deitei as mãos na massa a fazer uns croissants… foi uma experiência engraçada, mas não foi dos melhores resultados!


Os ingredientes para a massa são:
- 120ml leite morno
- 1 ovo batido
- 350g farinha para pão caseiro (usei da Nacional)
- 25g de açúcar mascavado
- 170g manteiga

Tudo na máquina e dá este resultado:


Depois esticar a massa a cortar em triângulos. Enrolar os triângulos da parte mais larga para a mais estreita e dispor num tabuleiro revestido de papel vegetal e untado com óleo em spray Espiga.

Pincelar com um ovo batido e vai ao forno até cozer a gosto.

Ficaram com um sabor bom, mas como só cozi alguns decidi fazer um update nos restantes… abri um a um com jeitinho, coloquei um quadro de chocolate branco (pantagruel) na zona mais larga e voltei a enrolar.

Decidi congelar e utilizar no pequeno-almoço ao fim-de-semana.

Entretanto já cozi alguns num belo Sábado de manhã e fica com um saborzinho muito bom!

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Para desenfastiar!

Depois de tantos doces seguidos, agora é a vez de um prato salgado!


Mini-filetes com batata especial

Ingredientes:
- 2 filetes de perca
- Sal, pimenta e limão q.b.
- Farinha, ovo e óleo q.b.
- Batatinhas novas
- Azeite, pimenta e colorau
- 1 cebola cortada em rodelas
- Vinagre e/ou vinho branco
- Folha de louro
- 1 dente de alho picado
- Tomate maduro, sem pele, cortado aos pedaços (usei enlatado)
- Amêijoa
- Azeite, alho e coentros.

Cortar os filetes em pedacinhos a gosto e temperar com sal, pimenta e limão. Deixar algum tempo a marinar.

Pôr as batatas lavadas e com pele a cozer numa panela com água e sal.
Passar os pedaços de filete por farinha e azeite e fritar em óleo bem quente.
Noutro tacho pôr uma boa camada de azeite e alhos partidos às rodelas, levar ao lume e quando começar a ferver acrescentar a amêijoa, regar com um pouco de vinho branco e quando estiver quase cozida temperar com coentros.

Quando as batatas cozerem, escorrer e colocar num prato próprio de ir ao forno. Temperar com pimenta e colorau. Ao lado das batatas dispor a amêijoa e espalhar o molho da amêijoa por cima das batatas e da amêijoa. Levar ao forno a cerca de 180º até dourar.

Numa frigideira pôr azeite, alho picado e azeite. Quando a cebola começar a dourar acrescentar o tomate, o vinagre, a folha de louro e temperar com pimenta. Deixar cozinhar e engrossar o molho.
Numa travessa pôr os filetes de peixe e depois espalhar a cebolada por cima.

Servir os filetinhos e as batatinhas com amêijoa.