Páginas

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Já me esquecia...

Já me esquecia de um pormenor importante! Por falar em mexer no nosso bolso...
O nosso Conselho de Ministros fez um comunicado no passado dia 13 de Maio.
Claro que tudo o que vem dos nossos ministros são ideias luminosas... tão luminosas que quase cegam! Então neste comunicado é aprovado o Decreto-Lei que estabelece, entre outras, as seguintes medidas do "rais parta" do PEC:
 - Redução de 5% nas remunerações dos titulares de cargos políticos e gestores públicos (será que deviam fazer isto??? Atenção à pobreza... não queremos que os nossos políticos e gestores públicos passem por dificuldades)
- Aumento das taxas de IVA: 1 ponto percentual na taxa normal, na intermédia e na reduzida (aí está uma excelente ideia... algumas pessoas quase não têm dinheiro para comprar pão, então o que se faz??? Claro que se aumenta o imposto aplicado sobre os bens de primeira necessidade! Passar um bocadinho de fome nunca fez mal a ninguém... luminoso...muito luminoso!)
- Adicional de 1% até ao 3º escalão de IRS e de 1,5% a partir do 4º escalão . Adicional de 1,5% nas taxas liberatórias aplicáveis (pronto, está bem... 1%! Assim pode ser que ainda dê para dar umas ajudas de custo aos políticos e gestores públicos e talvez aumentar o rendimento mínino daqueles que não precisam!)
Quantas pessoas não conseguem pagar prestações da casa, do carro, escola dos miúdos, ... o que é que se faz:
- reduz-se o rendimento mensal (através do aumento da tributação ao nível do IRS);
- aumentos dos preços de todos os bens, inclusive os de primeira necessidade (porque esta vai ser a consequência do aumento do IVA).

Palavras para quê?
Ideias luminosas daquele que deveria ser um bom português!

Desabafo!

Bom, agora que o casamento passou, parece-me bem utilizar este blog para expressar algumas opiniões, nomeadamente em relação ao que se passa actualmente no nosso país.
Não gosto nada de política, e ainda menos de políticos, principalmente os nossos, mas para variar, ontem ouvi o Paulo Portas a dar uma opinião que vai de encontro ao que todos achamos e que ninguém diz.
Este senhor faz as seguintes afirmações:
“Há uma indústria de abuso e de fraude no rendimento mínimo que é preciso travar, porque são os impostos de quem tem salários modestos e de quem trabalha que estão a pagar este verdadeiro descontrolo do rendimento mínimo”
“O país não pode continuar a subsidiar aqueles que, não querendo trabalhar, querem viver à custa dos outros”
“É preciso fiscalizar a sério o rendimento mínimo, separar o que é justo e uma necessidade objetiva e transitória, e evitar a gente que quer viver à custa dos impostos de quem trabalha”.

Ora, vem um político dizer uma coisa de jeito para variar... sim, porque todos nós (excepto aqueles que fazem o que está aqui descrito) sentem-se explorados e até gozados, na medida em que todos temos vizinhos que não trabalham porque simplesmente não lhes apetece, porque gostam de viver sem fazer absolutamente nada e à custa dos outros!

Por outro lado, vemos pessoas que trabalharam a vida toda e que têm umas reformas escandalosamente desadequadas, sem qualquer resposta aquelas que são as necessidades de um reformado!

Pronto, face a isto o que é acontece neste país que é o paraíso dos malandros e preguiçosos:
foi rejeitada esta proposta, claro que sim!

E vêm falar de nível de pobreza... pois é... pessoas que trabalham e não declaram, recebem estes rendimentos e nem procuram trabalho porque nem vale a pena... agradecem! Nós continuamos a carregar este peso nas costas, sabendo que estas injustiças vão continuar a acontecer!

Não tenho nada contra rendimentos para pessoas que trabalharam e têm direito à sua reforma, pessoas que tiveram algum infortúnio e estão inválidas ou de baixa, pessoas que ficaram desempregadas e não conseguem arranjar trabalho...
Agora malta, cheia de saúde, que nunca fez nadinha, anda na boa vida, a ganhar aquilo que me é retirado do salário todos os meses... a sério! No more comments!!!

Já passou...

Pois é, o Abril de sonho já passou e o Maio está quase a acabar!

O nosso 10 de Abril foi sem dúvida um dia de sonho... com muitos pormenores inesquecíveis!

A lua-de-mel também foi maravilhosa, mas passou depressa demais!

Entretanto já voltamos à velha rotina de chegar a casa, cozinhar, arrumar a cozinha, passar a ferro... o que também é muito bom!

Foi muito bom e acho que aproveitamos muito bem!

Agora é altura de deixar os nossos agradecimentos:

- em primeiro lugar, a todos em geral e a ninguém em particular... todos os que estiveram presentes fizeram com que o dia fosse o que foi;

- familiares e amigos, por terem estado ao nosso lado neste dia tão especial;

- todos os profissionais que contratamos e que concretizaram um serviço ao nível daquilo que pretendíamos, nomeadamente:
       - Reticência Produções: dois irmãos excelentes, que muito pacientemente prestaram um excelente serviço, sem nunca descurarem, para além de duas personalidades fantásticas (aconselhamos a toda a gente que precise de um trabalho deste género);
       - Ensemble Minnesang: Ana Celeste... palavras para quê??? A tua voz é maravilhosa para além de uma disponibilidade e atenção fenomenais.

Podia passar muito tempo a listar exaustivamente tudo e todos, mas essas pessoas sabem quem são!
Obrigada a todos, por tudo!